#ForçaRioGrandedoSul Ajude às vítimas das enchentes. É hora da solidariedade!

Introdução

A República Federativa do Brasil é um dos maiores países do mundo em área e população. Seu território, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2023, a partir da publicação de matéria do site da Agência Brasil, é de 8.510.417,771 km² (o maior da América Latina e o quinto maior do mundo), além de ser o país com maior número de falantes da Língua Portuguesa. Também, abriga a sétima maior população do planeta (mais de 203 milhões de habitantes).

O Brasil tem grande potencial global emergente. Pode ser considerado um celeiro mundial, com uma grande produção de produtos (soja, pecuária, feijão, minérios, aves, milho, café e outros), que podem alavancar cada vez mais a economia e as relações com vários países. Tem um dos maiores Produtos Internos Brutos (PIB) do Mundo, além de uma forte industrialização.

Porém, há ainda no um cenário preocupante de corrupção, criminalidade e desigualdade social, que requer bastante atenção da sociedade e poder público. As mudanças climáticas também preocupam e, em 2023, foram pauta em toda a sociedade brasileira, para a busca de conscientização sobre soluções contra o aumento dos desastres naturais em várias regiões do Brasil.

É membro fundador da Organização das Nações Unidas (ONU),e participante de diversas organizações internacionais, tais como: Grupo dos 20 maiores países do mundo (G20), Grupo do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul (BRICS), Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), União Latina, Organização dos Estados Americanos (OEA), Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), Mercado Comum do Sul (Mercosul), Federação Internacional de Futebol (FIFA) e Comitê Olímpico Internacional (COI), Organização Mundial da Saúde (OMS), entre outras.

Papel do Brasil
na América do Sul

Possui papel de destaque na América do Sul, ocupando 47% do território continental. É uma das nações mais multiculturais e etnicamente diversas, em decorrência da forte imigração oriunda de variados locais do mundo.

É composto por 26 Estados, Distrito Federal e 5.571 municípios. É uma república presidencialista, baseada na Constituição de 1988.

Faz fronteiras com todos os países sul-americanos, com exceção de Chile e Equador. Seu litoral tem quase 7.500 km de extensão, ilhas oceânicas (como a de Fernando de Noronha) e uma vasta diversidade de paisagens.

Breve Histórico

A formação cultural e étnica brasileira começou com a chegada dos colonizadores europeus, em 1500, em uma esquadra comandada pelo navegador português Pedro Álvares Cabral. Na época, o território era habitado por povos tradicionais originários e indígenas, aos quais os portugueses incorporaram, devido ao Tratado de Tordesilhas.

A partir de 1808, capital do Reino de Portugal foi transferida de Lisboa para a cidade do Rio de Janeiro, após às invasões de Napoleão Bonaparte ao território português.

Em 7 de setembro de 1822, Dom Pedro I proclamou a independência política do Brasil.

O país promulgou várias constituições. Ao longo do século XX, ocorreram desde governos parlamentaristas, até regimes e ditaduras militares. Atualmente, há o engajamento da população em diversas causas sociais, na tentativa de reduzir as desigualdades e promover a inserção da diversidade, das etnias e de diversas representações sociais existentes.

Ao longo de sua História, o Brasil tem quatro períodos principais: a Pré-História (ou período Pré-Cabralino, até 1500), o Brasil Colônia (de 1500 a 1822), o Brasil Império (de 1822 a 1889) e o Brasil República (de 1889 até os dias de hoje).

Potenciais e problemas

O Brasil tem grande potencial global emergente. Pode ser considerado um celeiro mundial, com uma grande produção de produtos (soja, pecuária, feijão, minérios, aves, milho, café e outros), que podem alavancar cada vez mais a economia e as relações com vários países. Tem um dos maiores Produtos Internos Brutos (PIB) do Mundo, além de uma forte industrialização.

Porém, há ainda no um cenário preocupante de corrupção, criminalidade e desigualdade social, que requer bastante atenção da sociedade e poder público. As mudanças climáticas também preocupam e, em 2023, foram pauta em toda a sociedade brasileira, para a busca de concientização sobre soluções contra o aumento dos desastres naturais em várias regiões do Brasil.

É membro fundador da Organização das Nações Unidas (ONU),e participante de diversas organizações internacionais, tais como: Grupo dos 20 maiores países do mundo (G20), Grupo do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul (BRICS), Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), União Latina, Organização dos Estados Americanos (OEA), Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), Mercado Comum do Sul (Mercosul), Federação Internacional de Futebol (FIFA) e Comitê Olímpico Internacional (COI), Organização Mundial da Saúde (OMS), entre outras.

Cultura Nacional

Por conta de seu vasto território, o Brasil apresenta uma grande diversidade cultural entre regiões e até mesmo entre dentro de suas Unidades da Federação.

Os elementos culturais, como música, dança, artesanato, sotaques, gastronomia e costumes locas, entre outros, fazem do Brasil um país multifacetado, consequência das influências de imigrantes de várias partes do Brasil e do Mundo.

O surgimento de uma cultura genuinamente brasileira teve início no final do século XIX. Um dos responsáveis pelo advento de uma cultura que rompe os padrões coloniais e adquire amplo espaço popular entre os brasileiros (“nós mesmos nos vendo nas artes”, “nossa identidade”) foi Machado de Assis (1839-1908). Outros fatos foram determinantes para a cultura no século XX no Brasil foram a Semana de Arte Moderna, em 1922, em São Paulo. Ao longo dos anos vários autores brasileiros ganharam destaque.

Nas últimas décadas, a cultura brasileira ganhou o mundo. A música brasileira, por exemplo, é muito apreciada por pessoas de praticamente todo o planeta. Há muito o que dizer sobre a cultura brasileira, porém faltaria espaço neste site para citar alguns dos construtores da cultura nacional